Páginas

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Estudar no cinema

As necessidades de minhas sobrinhas me levaram a essa postagem. Foi numa conversa sobre como entender melhor a história do Brasil de forma agradável, ou seja, história e cinema. Uns falam em descobrimento, se é que realmente descobriram o Brasil. Outros falam em achamento. E por aí vai.
Não conheço nenhum filme que aborde exatamente os assuntos que elas precisavam estudar, então pesquisei sugestões relacionadas.
Vale lembrar que todo filme é ficcional, temperados com romances ou cenas cômicas. Até mesmo os documentários são ficção, pois são produzidos sob o olhar de um diretor, mesmo se utilizando de imagens de arquivo (momentos reais). Tais imagens são geradas sob o olhar de outra pessoa, ou seja, com outra intenção e/ou necessidade.
Além disso, infelizmente, é preciso agradar os financiadores para se conseguir o dinheiro. E assim vai.
Portanto, um filme serve como referência.

Caramuru - A Invenção do Brasil - sinopse

Aldeia (curta metragem) - Geraldo Pioli (religião)
Descubra que não são 10 os mandamentos. Visões diferentes de deus e o não entendimento da ideia de pecado, trabalho e descanso, tempo etc.

Desmundo - sinopse (Aborda tráfico humano e casamento forçado)
Atenção: está em português arcaico

Vermelho Brasil - sinopse (ocupação do Brasil pelos francês)

1492: A Conquista Do Paraíso - sinopse (paralelo com as navegações ultramarinas portuguesas)

A missão - sinopse (catequização e comércio)

Como era gostoso o meu francês - sinopse (antropofagia)

O Povo Brasileiro - Darcy Ribeiro
2 - Matriz Lusa e 4 - Encontros e desencontros

Outras sugestões:
Curtas, longas, documentários, técnicas etc.
Outros filmes para ajudar nos estudos

terça-feira, 1 de setembro de 2015

Um pequeno registro de Van Gogh

Já são 125 anos sem o pintor, que morreu com apenas 37. Em menos de 10 anos, Van Gogh produziu todas as suas obras, que impactaram o período pós-impressionista.

Uma lista de filmes sobre o pintor

E um vídeo tributo

quinta-feira, 2 de julho de 2015

É preciso mudar

Um olhar sobre o século 19 que insiste em se manifestar no 21: Aprender gramática pela gramática e para se falar "perfeitamente".

Ela é ótima como ferramenta, mas precisamos mesmo é aprender a externar idéias com textos que façam bom proveito da gramática em vez de, descontextualizadamente, esmiuçar cada uma de suas entranhas.
Falar perfeitamente exige definir o que é uma fala perfeita. Alguém se candidata ao posto de falante perfeito?
Se a gramática de Antonio Lobato se propõe uma referência para o bem falar, devemos esperar citações de uso da fala e uma crítica subseqüente. Mesmo assim, teremos apenas uma sugestão, a do autor, de como se deve falar.
Pelo menos, no século 19, existiu uma gramática que recomendava a fala de forma assumida, desde a introdução, diferentemente de vários compêndios gramaticais do século 21, que são citados como referência para o bom falar, mas citam a escrita, livros do século 19 e 20, como algo a ser seguido.
Destaco a ortografia e a acentuação usada em 1837. Tudo muda! A língua, de forma incontrolável, e o ensino. Bom... este, pelo menos, deveria mudar.
Abraço!

Arte da Grammatica da Lingua Portugueza - por Antonio José dos Reis Lobato (https://books.google.com.br)



sexta-feira, 26 de junho de 2015

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Saiba como arrumar o PC "bugado"

Saiba como arrumar o PC "bugado" com falha do Windows 7 e do abandonado Windows XP.

O problema na atualização de segurança KB2823324, liberada pela Microsoft para o Windows 7 e que está impedindo os computadores de ligarem, é grave e a empresa ainda não liberou uma correção da falha.

Aproveite para saber como usar a Central de Programas, ela é muito simples e segura.
Techtudo ou Canaltech

Até a próxima!